Volte ao SPIN


domingo, 2 de maio de 2010

Quem inventou o cinema?


O história da criação, seja na área da ciência como da arte, é uma sequência de história de espertezas, roubos e gente passando prá trás.
Isto aconteceu com Santos Dumont, que não teve reconhecida como sua a invenção da aviação.
O mesmo ocorreu no campo do cinema.
Segundo consta, a invenção do cinematógrafo, o aparelho de filmar, foi obra dos irmão Lumiere (filhos e colaboradores de Antoine Lumiere, fotógrafo e dono de uma fábrica de películas fotográficas, a Fábrica Lumiere (Usina Lumiere). Em 1892 Antoine se "aposenta" e deixa a fábrica sob ods cuidados dos filhos Louis e Auguste, conhecidos como os Irmãos Lumiere.
No entanto consta na história do cinema que não é consensual a versão de que foram os irmãos Lumiere os inventores da engenhoca de filmar, que teria sido fruto da lavra criativa de "Léon Bouly, em 1892, que terá perdido a patente, de novo registada pelos Lumière a 13 de Fevereiro de 1895."
Leia mais

http://pt.wikipedia.org/wiki/Auguste_e_Louis_Lumi%C3%A8re

Afinal de contas, quem foi mesmo que inventou o cinema?
Foi Thomas A Edison?
Ou nenhum dos acima citados mas outro(s)?

A conferir:

As primeiras exibições de filmes ocorreram no ano de 1895 através do inventor Thomas A Edison que registrou sua nova invenção o quinestócopio. O Feiticeiro de Menlo Park (The Wizard of Menlo Park), como era conhecido ficou conhecido por sua célebre frase: “O gênio consiste em um por cento de inspiração e noventa e nove por cento de transpiração.” Ao longo da sua vida Edison registrou mais de 1000 patentes.

Leia mais
http://sagaz.wordpress.com/2010/05/01/origens-do-cinema-introducao/

Polêmica à parte, segue abaixo a primeira cena de humor no cinema mudo, em 1896

http://www.youtube.com/watch?v=UlbiNuT7EDI
Mais dos irmãos Lumiére


P.S.- Este assunto começou no Blog do Luis Nassif
.

Lula ontem nas comemorações do Primeiro de Maio - Clique aqui

Fonte

Este postado anteriormetne encontrei aqui
Nesta página de um blogueiro de Catalão-Go
http://www.estadoanarquista.org/blog/?cat=24

Congo de Catalão - Clique aqui

“Decisão do STF é erro jurídico e deformação histórica”

Por Tarso Genro

“A decisão do STF rejeitando o pedido de revisão da Lei da Anistia revela que, se já alcançamos a maturidade da democracia política, ainda não nos livramos do medo da ditadura e da sombra asfixiante de seus algozes”. A afirmação é do ex-ministro da Justiça, Tarso Genro, que, em entrevista exclusiva à Carta Maior, classifica a decisão como um “erro jurídico e uma deformação histórica”. Para Tarso, o voto do relator Eros Grau repetiu argumento do jurista nazista Carl Schmitt, para quem em um estado de exceção, o Estado continua a existir enquanto o direito desaparece.


O índio Mário Juruna

Imperdível este discurso do deputado indígena Mário Juruna...sempre me encantei com o gesto dele de sair com um gravador para gravar promessas de ministros que ele sabia não seriam cumpridas mas voltava para cobrar o que havia sido dito...e olhe que o período era da ditadura militar,,ele foi eleito em 1982,,a ditadura acabou em 1985..Ouça com a atenão e respeito e não da forma debochada ou desrespeitada com que a mídia o mostrava..ah sim,,o governo daquela época tentou cassar Juruna..ouça-o, segue link http://www.jurunaoespiritodafloresta.com.br/video.html

Brasileiro-de-108-anos-vira-consultor-de-nutricao-nos-estados-unidos - Cique aqui